Há uma certa ironia na satisfação em ficar em casa quando o dia está ensolarado. Algo como um autoflagelo ou autopunição por algo que nem se sabe. Uma ironia em se afastar de coisas aparentemente boas sob o pretexto de se colocar em outra situação aparentemente melhor: a de ficar sob as cobertas, vendo a vida passar lá fora enquanto nada se completa aqui dentro. É mais um domingo de deixar as coisas em aberto, enquanto o sol brilha alto. Sinceramente, provavelmente nem sabia que o sol brilhava lá fora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s